outras imagens do produto

A Saude do Morto

Luís Fernando

Seja o primeiro a avaliar este produto

Disponibilidade: Disponível

18,87 US$

Data estimativa de entrega
Depende do Serviço / Veja informações de envio

Data estimativa de despacho
02/05/2017 - 04/05/2017


Sumário

Livro capa mole

Detalhes

A Saúde do Morto é, basicamente, um somatório alucinante de aventuras de um personagem que deve a sua existência a um angolano real, que nasceu e viveu na cidade do Negage (Uíge). Quibabo na ‘vida de verdade’ deu lugar a João Kyomba na liberdade da ficção, estando a narrativa preenchida de relatos inverosímeis acerca da capacidade que a figura de carne e osso tinha de vencer adversidades extremas com recurso ao feitiço. O título da obra ficou a dever-se precisamente à misteriosa genialidade de Quibabo – ao que se conta pelos lugares onde a sua fama se fez mito e lenda – ressuscitar depois de um ritual suicida (deixava-se morrer para ressurgir depois) quando detido em celas da polícia política portuguesa, a tenebrosa PIDE. No livro, numa das suas passagens de maior tensão e suspense narrativos, essa performance que desafia as ciências biológicas e o conhecimento acumulado da civilização humana é descrita assim: “No dia seguinte de manhã, João Kyomba estava transformado num montículo de massa descomposta, misturada com ossos de rara coloração esverdeada e sangue escorrendo em círculos. Num canto, a caveira em pose desafiante, sem parar de fervilhar nos orifícios da boca, dos olhos e do nariz, uma estranha pasta de cor cinza, a prova de que aquela não era uma morte sem mistério”. No acto do funeral, o choque: “(…)Atrasou-se apenas alguns instantes, para atirar rio abaixo a ensanguentada lona depois de esta ter cumprido com competência o seu papel na transportação dos restos mortais de João Kyomba. E foi nessa fracção minúscula de tempo que Soares Mulengo viu emergir da água a figura recomposta do primeiro homem a ter funeral não em terra firme, bem-disposto, pele rejuvenescida e cabelo a lembrar tratamento cuidado com óleo de boa natureza, mais crescido também. – Bom dia Soares. Tu por aqui? -atirou, secamente, o ressurgido João Kyomba, que não admitia dúvidas nos seus elementos essenciais de identificação”.

Características do Produto

Autor Luís Fernando
Editora Mayamba
N.° da Edição 3
Ano de publicação 2013
Números de Páginas 204
Formato Livro capa mole
Língua Português
ISBN 9789898528643
País de origem Angola
Código 40078
Dimensão [cm] 23 x 15,3 x 1,2
Sobre o Autor Luís Fernando, nasceu no Uíge (Tomessa) em 1961. É jornalista desde os 17 anos de idade. Trabalhou por mais de década e meia na Rádio Nacional de Angola, ocupando na emissora pública vários cargos. Sucessivamente sub-chefe de Redação, Re-Writer, correspondente em Havana e director de Informção. Durante 12 anos foi director geral do Jornal de Angola. Dirigiu o semanário O PAÍS por cinco anos desde a sua fundação em 2008. Como jornalista, teve ainda colaboração dispersa por numerosos órgãos tanto no país como no estranjeiro (Jornal Desportivo Militar, revista O Golo. Agência Angola Press, TPA, O Diário - Portugal - e Deutsche Welle, Alemanha). Em 2009 foi admitido como membro da União dos Escritores Angolanos (UEA) depois de dez anos a publicar com regularidade. Noventa Palavras é o seu primeiro livro e data de 1999. Escreveu outras obras, a saber: A Saúde do Morto; Antes do Quarto; João Kiomba em Nova Iorque; Clandestinos no Paraíso; A Cidade e as Duas Órfãs Malditas; Um Ano de Vida, Dois Anos de Vida e Três Anos de Vida. Luís Fernando é Administrador Executivo do grupo de comunicação Media Nova, que detém a TV Zimbo, Rádio Mais, O PAÍS, Semanário Económico e Exame Angola.
Categoria Romance » Descobre mais nessa categoria