outras imagens do produto

Em Armas Pelo Sonho do Império

António Chaves

Seja o primeiro a avaliar este produto

Disponibilidade: Disponível

22,02 US$

Data estimativa de entrega
Depende do Serviço / Veja informações de envio

Data estimativa de despacho
02/05/2017 - 04/05/2017


Sumário

Livro capa mole

Detalhes

África foi, desde tempos remotos, alvo de interesses e de cobiça, por parte das nações do continente europeu. De 1961 a 1974, os territórios africanos sob o domínio de Portugal foram palco de combate e chão de morte para tantos que aí nasceram e para os que em Portugal continental foram arrancados, na flor da idade, às suas famílias e terras de origem, e enviados para a “guerra do Ultramar”. Morte de certa forma, também, para aqueles que regressaram irremediavelmente marcados pelo horror, incapacitados de uma reinserção normal no tecido social da Pátria pela qual foram obrigados a combater. Sobre estes caiu um manto de indiferença, incompreensão e silêncio, conferindo-lhes, comodamente, uma espécie de não-existência. Numa escrita por vezes poética na descrição de paisagens e emoções, António Chaves procura, à luz de uma investigação histórica, a génese da explosão nacionalista, as políticas, os preconceitos raciais e sociais que desembocaram na guerra em que participou.

Características do Produto

Autor António Chaves
Editora Mayamba
N.° da Edição 1
Ano de publicação 2014
Números de Páginas 360
Formato Livro capa mole
Língua Português
ISBN 9789898528858
País de origem Angola
Código 40109
Dimensão [cm] 22,9 x 15,5 x 1,9
Sobre o Autor António Carneiro Chaves nasceu em 20 de Novembro de 1943 num pequeno povoado de montanha no Norte de Portugal, Negrões, concelho de Montalegre, onde viveu a sua infância. É licenciado em Economia pelo Instituto de Estudos Europeus da Universidade Livre de Bruxelas. Na Bélgica foi correspondente da RTP, do Semanário “O Jornal”, antecessor da Revista Visão e de outros órgãos de comunicação. Foi bolseiro do Instituto para a Alta Cultura bolseiro do Governo Belga e da Fundação Gulbenkian para a realização de estudos no domínio da Comunidade Europeia. Foi quadro Superior do Instituto de Comércio Externo de Portugal, responsável pelo acompanhamento da conjuntura económica nacional e internacional e do Sistema Monetário Internacional (incluindo o FMI), tendo publicado variados estudos na imprensa especializada. Foi docente do Ensino Superior nas áreas da Gestão e de Marketing Internacional e consultor das mais destacadas empresas portuguesas neste domínio. Desenvolveu durante duas décadas uma intensa actividade como empresário. Dedicou-se desde muito cedo ao labor jornalístico, tendo colaborado em vários órgãos de informação de âmbito nacional e regional, onde sempre pugnou pela elevação dos valores da cultura e do desenvolvimento local.
Categoria História de África » Descobre mais nessa categoria