outras imagens do produto

Franco Atiradores

Jonuel Gonçalves

Seja o primeiro a avaliar este produto

Disponibilidade: Disponível

18,87 US$

Data estimativa de entrega
Depende do Serviço / Veja informações de envio

Data estimativa de despacho
02/05/2017 - 04/05/2017


Sumário

Livro capa mole

Detalhes

Está é uma história à margem dos parâmetros habituais porque foca minoritários, em vários sentidos do termo. Além disso, é história de pessoas envolvidas na luta política com risco de vida, mas que não pretendiam tomar o poder. Mesmo limitados a pequenos grupos, pretendiam suscitar instituições de grande convivência humana. Com frequência esse tipo de histórias ou é esquecida ou vira obejecto de rápidas menções nas histórias de uso corrente. Porém, nas últimas décadas em várias partes do mundo, tem aumentado o enteresse pelo estudo das minorias políticas, culturais ou comunitárias, sobretudo quando são sujeito ou objecto de ocorrências que as transcendem. Em pelo menos meio século da vida angolana, as minorias defensoras de pluralismo e que se manifestaram por vias informais, estiveram sempre presentes, por vezes de forma precursora. Raramente estiveram em centros de decisões, mas suas actividades, pontuais ou muito prolongadas, influíram no desiquilíbriu de várias balanças que resultou em mudanças políticas, económicas e culturais. Daí que fornecer elementos sobre essas actividades, pode facilitar a compreensão de determinados eixos da evolução do país. Não apenas da História, mas também porque algumas características do fenómeno "franco atirador" têm hoje grande relevo na articulação da sociedade civil no mundo inteiro, angola inclusive. É actuação espontânea - às vezes por falta de contato com as estruturas maiores ou por rejeição destas - direccionada para metas concretas que, uma vez alcançadas, dispersam os intervenientes. Não se trata nunca de tomar o poder, mas de estimular mentalidades que possicionem em defesa do campo popular e garantam a abertura como norma de relacionamento social, construção cultural e actitude política. Um pouco como mudar o mundo sem tomar o poder...

Características do Produto

Autor Jonuel Gonçalves
Editora Mayamba
N.° da Edição 1
Ano de publicação 2010
Números de Páginas 176
Formato Livro capa mole
Língua Português
ISBN 9789898370228
País de origem Angola
Código 40012
Dimensão [cm] 23 x 15,5 x 1
Sobre o Autor Jonuel (vem de José Manuel) Gonçalves, é nómada desde a infância porque seus pais mudavam de bairro em bairro de Luanda à procura de aluguer mais barato. Com 15 anos escreveu um artiguinho de jornal. No ano seguinte com um grupo de amigos, começou a difundir panfletos contra o colonialismo e, como tinham muitos leitores, aproveitou para escrever alguns ele próprio. Como consequência, nomadizou anos pelas rotas do mundo, com vários nomes e pseudónimos, até que um dia a situação mudou e voltou a Angola. Nunca parou de escrever, primeiro com seu nome inicial mas, como foi confundido com outros, rebatizou-se Jonuel, que é feio mas não se confunde. Nos anos 1990 voltou ao nomadismo, avisando que a partir dali só escrevia segundo as regras do Acordo Ortográfico, porque consoantes mudas só atrapalham e, junto com textos de pesquisa, deu-lhe para escrever ficção. Presentemente vive no Rio de Janeiro (Brasil) e é Professor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em Salvador, e Pesquisador do Centro de Estudos da Educação e desenvolvimento em Ondjiva, Kunene.
Categoria Histórias » Descobre mais nessa categoria