outras imagens do produto

Por Onde Vai a Economia Angolana

Manuel José Alves da Rocha

Seja o primeiro a avaliar este produto

Disponibilidade: Não disponível

18,87 US$


Sumário

Livro capa mole

Detalhes

Os quatro problemas nevrálgicos para o terceiro milénio são a consolidação da paz, a construção da Nação, a reestruturação do Estado e a transformação duma economia de guerra numa economia para o desenvolvimento. O Estado, por um conjunto variado de circunstâncias que ao longo do livro são explicitadas, tem de ser o agente principal da paz e da reconciliação nacional e da constituição duma economia de mercado, moderna e social, onde se possam conciliar eficiência e equidade. Uma reflexão particular tem de ser feita relativamente ao Estado e ao modo como deve estar na economia, nomeadamente numa fase de transição decisiva duma economia administrativa - que ainda não deixou de o ser - para uma economia de mercado que tarda muito em sê-lo. No estado actual da transição, nem o Estado sabe o que deve ser no sistema económico, nem os agentes económicos têm clara e correcta consciência do que devem exigir do Estado (numa expressão francesa feliz poder-se-ia dizer “trop d État et pas assez à la fois”)

Características do Produto

Autor Manuel José Alves da Rocha
Editora Mayamba
N.° da Edição 1
Ano de publicação 2011
Números de Páginas 204
Formato Livro capa mole
Língua Português
ISBN 9789898370495
País de origem Angola
Código 40036
Dimensão [cm] 23 x 15,5 x 1,2
Sobre o Autor Manuel José Alves da Rocha tal como é mais conhecido no mundo académico, de consultaria económica e jornalístico, é angolano, natural de Malanje, economista de formação, com pós-graduações em modelos económicos e práticas económicas restritivas, possui uma vasta e diferenciada actividade de investigação, de consultoria económica e institucional, bem como de docência universitária em Angola e Portugal. Colaborou em diversos trabalhos para Banco Mundial (BM), o Banco Europeu de Investimentos (BEI), a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a CNUCED. Foi consultor técnico principal de diferentes organismos do programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) durante dez anos e entre 2001 e 2008 trabalhou com a comissão Europeia em Angola. No período entre 1972 e 1977, exerceu funções de docência universitária na Faculdade de Economia da Universidade de Angola, e entre 1979 e 1989 e no Departamento de Economia da Universidade de Évora (Portugal). Desde Agosto de 2000 é Professor Associado da Universidade Católica de Angola (UCAN), onde é regente e lecciona as disciplinas de Finanças Públicas, Teoria de Integração Económica e Economia Internacional, sendo actualmente Director Académico do Centro de Estudos e Investigação Científica (CEIC) da UCAN. A linha de investigação que tem sido adoptada em todas as suas obras e trabalhos académicos, privilegia a compreensão das razões profundas para os crónicos insucessos da política económica angolana e para a eterna espera dum futuro que deveria ter começado ontem. A sua intervenção social tem-se traduzido também na orientação de muitas conferências e palestras em Angola e no estrangeiro, e em numerosos artigos em revistas de índole económica e social, bem como na publicação de artigos de opinião em jornais e revistas nacionais e estrangeiros sobre a temática económica e social angolana e africana. É membro da sociedade de geografia de Lisboa (desde 1982), da Ordem dos Economistas Portugueses, da Associação Angolana de Economistas, da Canadiam Association of African Studies (desde 1998), do Centro de Estudos Africanos do instituto Superior das Ciências do trabalho e da empresa (ISCTE), do Centro de Estudos Sociais e Desenvolvimento (CESD), do Centro de Estudos Estratégicos de Angola (CEEA) e do Instituto de Estudos Económicos da Faculdade de Economia da Universidade Agostinho neto (UAN). ?
Categoria Economia » Descobre mais nessa categoria